18.3 C
Pomerode
domingo, 17 de outubro de 2021

Síndrome Alcoólica Fetal


Na quinta-feira, dia 09 de setembro, foi celebrado o Dia Mundial de Prevenção da Síndrome Alcoólica Fetal. Este dia foi escolhido para que, no nono dia do nono mês do ano, o mundo se lembre de que durante os nove meses de gestação a mulher deve se abster de álcool.


Não há consumo seguro desta substância durante a gestação, sabendo-se que quanto mais no início do período gestacional se consumir álcool, maior o risco de danos para o bebê, que podem ser físicos com alterações no coração, na face, no sistema nervoso central e microcefalia, além de problemas comportamentais e de aprendizado, que seriam: hiperatividade, déficits de atenção – atenção sustentada e focada, dificuldades de planejamento, dificuldades de aprendizagem/memória, QI mais baixo – dificuldade de linguagem receptiva, de processamento verbal e para resolver problemas aritméticos, dificuldades de relacionamento.
E como prejuízos secundários ainda temos: problemas psiquiátricos, abandono da escola, conflitos com a lei, comportamentos sexuais inadequados, alcoolismo/uso de drogas.


Outro agravante dessa síndrome é que ela tem a “versão” incompleta, que significa dizer que a criança afetada pelo consumo de álcool da mãe durante a gestação pode não ter os comprometimentos físicos que sinalizam o acometimento, mas apenas os comprometimentos cognitivos e psicológicos, dificultando ainda mais o diagnóstico e consequentemente o tratamento.


Diante de toda complexidade da SAF, e da simplicidade da sua prevenção, podemos deixar apenas o pedido:

“Se beber, não engravide; se engravidar, não beba.”

Receba notícias direto no seu celular, através dos nossos grupos. Escolha a sua opção:

WhatsApp

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas notícias